Beatriz Cyrino Moreira

Foz do Iguaçu, Brasil

Reseña


Pianista e musicóloga, é professora da Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA). É graduada em Música pela Universidade Estadual de Campinas, mestre e doutora pela mesma instituição. Estudou piano com Rafael dos Santos e Maria José Carrasqueira e atuou em projetos práticos como solista, música de câmara e concertos didáticos, bem como realizou composição para trilha sonora de teatro de animação. Atualmente dedica seus estudos do instrumento ao repertório da música latino-americana bem como à produção musical das compositoras desse continente. Na pós-graduação, dedicou seus estudos à música popular brasileira, especialmente à produção feita entre as décadas de 1960 e 1970. Sua tese de doutorado analisa a construção da sonoridade nos primeiros discos do músico brasileiro Egberto Gismonti. Ao longo dos últimos anos tem participado dos Congressos da IASPM internacional e latino-americana, bem como de outros eventos acadêmicos realizados no Uruguai, França e Chile. Foi coordenadora do Bacharelado em Música da UNILA entre os anos de 2017 e 2019. Em 2018, ganhou o prêmio de melhor comunicação no Festival de Música Contemporânea Brasileira no qual foram homenageados Egberto Gismonti e Marisa Rezende. Em 2020 foi editora convidada da Música Popular em Revista, no dossiê temático sobre “música instrumental e improvisação”. No mesmo ano finalizou seu período de pós-doutorado no departamento de Música e Musicologia da Sorbonne Université (Paris - França) dedicando suas pesquisas à relação entre os saberes da música de concerto e música popular a partir da teoria da formatividade audiotátil, de Vincenzo Caporaletti. É a atual presidente do Núcleo de Pesquisa em Música Latino-americana (UNILA) o qual realiza anualmente o evento científico “Jornadas de Investigación en Música Latinoamericana” e membro desde 2007 do Grupo de Pesquisa “Música Popular: história, produção e linguagem” da UNICAMP.